domingo, 2 de fevereiro de 2014

LaTeX

Esta semana venho-vos apresentar uma suite utilizada por muitos académicos em todo o mundo mas passível de ser utilizada num modo geral por todos. Esta suite chama-se LaTeX. 

O LaTeX é uma suite de preparação de documentos muito utilizada no mundo académico para redigir artigos ciêntificos e/ou apresentações, mas também serve para escrever teses, cartas, relatórios, livros, … 

Apesar de muito poderoso, a suite peca pela sua complexidade inicial porque escrever documentos nesta suite é equivalente a estar a utilizar uma linguagem de programação. O documento é de facto compilado em várias fases até ser gerado um PDF contendo o que queria redigir. 

Normalmente escrever em LaTeX envolve instalar um editor e os compiladores mas como hoje em dia está tudo a mover-se para a Web, o LaTeX não é excepção e como tal pode utilizar um serviço gratuíto chamado writeLaTeX.


Vários templates (com integração com o writeLaTeX): http://www.latextemplates.com/

Até à próxima e boas escritas...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Tem o Windows 8 mas quer o estilo do Windows 7?

Esta é uma questão que incomoda muita gente. A “recente” alteração forçada para o ModernUI deixou muitos completamente desiludidos com a empresa de Redmond. Uma solução muito melhor para a reputação da Microsoft seria incluir o ModernUI mas deixar à escolha do utilizador o ambiente gráfico a utilizar. Como tal não é possivel, têm que se resolver as coisas à boa maneira informática. O utilitário que vos apresento hoje é o Ex7forW8, este utilitário copia o “Explorador do Windows” de um CD do Windows 7 para o seu Windows 8 deixando-o pronto a utilizar o conhecido Aero. Este software não têm uma empresa por trás e como tal cada um deve utilizá-lo por sua conta e risco. Outra advertência, ao que parece a Microsoft soube que isto estava a ser feito e como tal o Windows 8.1 está protegido contra este utilitário. Eu uso-o, não tive razões de queixa e como tal recomendo-o.

   

Para descarregar o programa e ver as notas do programador: http://forums.mydigitallife.info/threads/35189-Windows-7-explorer-for-Windows-8

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Estrutura das Redes de Computadores - Modelo OSI - Camada Física

Boas, desculpem a demora, mas tive uns assuntos a tratar e as ferias também são muito apelativas.

Como estávamos a falar na publicação anterior, as Redes de Computadores são altamente estruturadas e para estruturar essas mesmas redes foi criado o modelo OSI.


Este modelo define várias camadas sobre as quais as redes trabalham. Podemos referir-nos ao modelo OSI como uma pilha de protocolos visto que este modelo distribui vários protocolos de rede em função do seu objectivo nas Redes de Computadores. No modelo temos 7 camadas, se bem que as principais são apenas 5 e apenas falaremos sobre essas.


No fundo da pilha temos a camada física, com protocolos como o IEEE 802.11 (Wi-Fi), o IEEE 802.3 (Ethernet), IEEE 802.15.1 (Bluetooth). Nesta camada os protocolos estão introduzidos directamente no hardware de rede pois estes dispositivos necessitam de entender a parte física da rede (Wireless, Cabo, ADSL, Fibra Óptica), que para o computador é-lhe completamente transparente pelo que o hardware de rede serve de uma espécie de tradutor entre o computador e o tipo de rede utilizado, esta é a camada que o torna possível.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Estrutura das Redes de Computadores - Introdução

Boas, hoje em dia, cada vez mais a Internet faz parte das nossas vidas e cada vez mais estamos dependentes dela. Mas a Internet nada mais é que “A” rede das redes. Nós em casa podemos montar a nossa própria nano-Internet, e aceder a diferentes recursos em diferentes máquinas. Agora imaginem isso a nível mundial. Para existirem redes de computadores teve que haver um investimento vasto tanto monetário como a nível de inteligência que ainda hoje não acabou pois as redes estão num constante desenvolvimento. E para tudo funcionar de uma maneira correcta tem que existir um nível de organização e compatibilidade extremos senão poderia haver o risco de imensos componentes não funcionarem como esperado. Para regular estas redes existem imensas organizações a nível mundial temos o exemplo da IETF (Internet Engineering Task Force), da IANA (Internet Assigned Numbers Authority), da ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers) e da IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers). Cada um no seu cantinho conseguem gerir e normalizar todo este universo de peças electrónicas, software, protocolos, … e nós, meros utilizadores tiramos o melhor partido do esforço destas organizações. Na próxima publicação iremos mostrar as camadas em que as redes de dividem, para os mais curiosos podem começar a pesquisar sobre o modelo OSI.


Até à próxima publicação.

sábado, 16 de julho de 2011

Carregador ecológico

Normalmente apresentamos aplicações, ou serviços, mas achei este 'gadget' muito interessante para os dias de hoje.
Pedi à autora se poderia usar, respeitando os devidos direito de autor, assim aqui está.


"Você está no meio da rua, longe do seu destino e seu celular dá o último aviso: “low battery, power down”. Pois é. Isso é muito comum nos nossos celulares de hoje em dia, que sugam a energia, cada vez mais rápido, e nos deixam na mão quando a gente precisa.
Uma boa alternativa é o Power Trekk. Um carregador ecológico que funciona com… Água(!). Ele utiliza o hidrogênio da água com a peça “Power Pukk”, que gera eletricidade pra carregar até 2 vezes um iPhone 4. O carregador tem entrada e saída USB que possibilita você a carregar a bateria de outros gadgets também.
Pra você entender na prática, dá uma olhada nesse vídeo:


Espera-se que o produto esteja disponível na Europa até outubro desse ano, mas bem que podia chegar logo aqui no Brasil também, né?

E por aqui me fico!
Até breve


quarta-feira, 13 de julho de 2011

Blogger backup - cópia de segurança

Nos ultimos anos, escrevi em dois blogs, ambos no blogger e nunca me aconteceu perder nenhum post ou ficar sem os posts, embora tivesse ficado, com um problema no dominio e me tivesse feito ficar sem acesso ao meu blog...

Quando tive este azar, algo que me incomodava antes, o facto de não ter uma cópia de segurança, passou a preocupar-me, porque pela primeira e unica vez pensei que poderia ter perdido tudo aquilo que já tinha escrito.
Foi por este motivo que procurei algo que pudesse fazer um backup do blog, online ou para o disco e neste caso, no blogger (para outros blogs tipo wordpress ou tumblr não sei se funciona ou não!).

Como escrevi antes, existem duas maneira de fazer uma cópia de segurança, ou para o disco/HD ou na nuvem/cloud.

Para o disco/HD, temos o Blogger Backup que permite guardar posts e comentários, fazendo download de todas as informações  de todos os blogs de um utilizador que estão no blogger.


Para a nuvem, temos o BlogBackupr que permite fazer o backup online. Faz-se o cadastro do blog e insere-se um email. Recebida a mensagem com a password, faz-se login no BlogBackupr e faz-se a gestão dos backups do blog (pode-se fazer download do conteudo do blog nos formatos RSS, HTML, e TXT).
O serviço oferece 100MB de espaço gratuito, o que normalmente é mais que suficiente, mesmo para quem escreve muito. Esta aplicação permite ainda restaurar todos os posts com um clique apenas.


E por aqui me fico!
Até breve

segunda-feira, 11 de julho de 2011

DNS (Domain Name Service)

Todos nós tomamos por certeza o facto de utilizar endereços para aceder a todos os tipos de serviços na Internet (ex: http://desventuras.flfnet.com para aceder a este blog) mas na verdade o que importam são endereços IP (quatro grupos de algarismos que podem ir de 0 a 255 ex: 8.8.8.8). Este tipo de endereços são apenas "atalhos" para os IP's que realmente hospedam os serviços que acedemos diariamente. Por exemplo, se acedermos a esta ligação: http://209.85.229.147, nada mais é que o verdadeiro local onde se encontra hospedado o site http://www.google.com. Óbvio que é mais fácil decorar a segunda opção que a primeira. Para isto acontecer é necessário haver servidores que façam estas traduções por nós. Este tipo de serviço é altamente estruturado e seguro. Entrar nos demais detalhes deste serviço seria complicado para o utilizador comum e por isso ficamos por aqui. Apesar de haver ataques a este tipo de serviços, tais são menos utilizados pelo que não representam um perigo imediato. O intuito desta publicação é demonstrar que sem o DNS muito do que fazemos hoje seria muito menos intuitivo e daí, mais complicado.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Um novo olhar sobre jogos






Já por algum tempo que os video-jogos fazem parte da nossa realidade. Hoje em dia já estando presentes em quase toda a forma de tecnologia multimédia disponível, desde telemóveis á televisão.

Apesar de ser algo tão entranhado na sociedade moderna, são vistos apenas como hobbies sem grande relevância por muitos, tendo poucos estudos sobre este fenómeno sido feitos na perspectiva mais social, e alguns poucos sobre a parte psicológica e artística, mas mesmo assim tendo estas duas vertentes sido mais utilizadas como métodos de marketing que outra coisa qualquer.

Tendo se apercebido desta lacuna, começam a surgir hoje em dia alguns olhares sobre esta industria mais vocacionada sobre toda a construção, ideias, valores e a psicologia por trás dos video-jogos, ao invés da que é estudada nos jogadores.

Uma grande "força" por trás deste movimento é a equipa do Extra Credits

Esta equipa apresenta vídeos semanais que abordam variados temas por trás da edificação de video-jogos, de uma forma acessível, esclarecedora e neutra. São uma voz em crescimento, em que abordam tanto os video-jogos como a sua relevância e impacto na sociedade e até possíveis formas destes poderem ajudar a construir um futuro melhor. O video sobre "gamificação" do ensino afectou muitos professores pelo mundo fora, por exemplo.

Como tal, se tiverem um desejo de perceber melhor toda esta sub-cultura, mesmo não fazendo parte dela, talvez para terem uma perspectiva mais abrangente sobre a industria dos jogos que vos entretêm, ou mesmo se querem ter um olhar mais exterior, estes vídeos são uma excelente forma de saber mais, e talvez conseguir observar de uma forma mais pragmática sobre esta presença cada vez mais intensa na nossa realidade.

LINK: Extra Credits

terça-feira, 5 de julho de 2011

Antivirus online - Panda Cloud

Hoje o que me traz é como ter uma actualização constante do anti-virus, ou seja, em tempo real!
Complicado?!

Normalmente os anti-virus que possuímos são todos actualizado, mas infelizmente não estão actualizados em tempo real, isto é, o virus sai, e só depois com uma actualização de um anti-virus, as nossas aplicações de segurança são actualizadas, ou seja, é um ponto fraco nas nossas defesas, o que pode levar a que quando uma actulização chega seja tarde demais e o nosso computador já esteja infectado.
Muitos dos fabricantes destas aplicações, tentam combater isto, lançando várias actulizações por dia para que tudo seja mantido em dia, mas mesmo assim não é 100% eficaz.

Outra possibilidade para combater uma infecção, passa por usar uma aplicação na nuvem (Cloud Computing), para vasculhar/percorrer um ficheiro com as definições mais actulizadas contra os virus mais recentes.

Esta segurança, via nuvem, pode ser feita com a Panda Cloud.


A sua interface é acessível e funciona bem, consumindo poucos recursos, mas convém mencionar que como o proprio nome diz, para este antivirus funcionar precisa de ter uma ligação constante à internet, caso contrário, é tão vunerável como qualquer outra aplicação.

E por aqui me fico!
Até breve

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Router Caseiro, Alguém?

Quase todos temos um router em nossa casa. O componente que faz com que possamos ter Internet em vários PC's da casa. O que acontece é que por vezes isso pode não chegar. Isto porque? Pois quando temos um número considerável de pessoas num ambiente doméstico, pessoas que são intensivas em relação a tráfego (Skype, Bittorrent, Jogos Online, ...) por vezes a capacidade de processamento de um router comercial podem não acompanhar o volume de tráfego gerado por todos os dispositivos ligados à sua rede.

Caso esteja nessa situação pode considerar algumas das opções que aqui refiro. Estas opções apresentadas servem para substituir um router comercial por um computador mesmo que pouco potente com a única restrição de ter um disco rígido, duas placas de rede (uma que liga ao modem e outra que liga ao switch de rede), e um switch onde irão ligar-se os clientes (claro que isto não dispensa a existência de um modem, esta não é a solução indicada para substituir um Modem/Router 2-em-1).

A maioria destas distribuições tem como objectivo descarregar uma imagem ISO, gravar num CD e instalar no computador como uma normal distribuição de Linux. Após a instalação e alguma configuração inicial, o router fica disponível para configuração numa normal web interface como um router comercial.

Passo a apresentar as três melhores opções por ordem:

  • Untangle (http://www.untangle.com/) - Esta distribuição destaca-se por ter uma "appstore" em que se podem adicionar funcionalidades ao router algumas pagas, algumas gratuitas. Estas funcionalidades podem ser bastante úteis em ambientes específicos.
  • Smoothwall (http://www.smoothwall.org/) - Esta distribuição é mais simples mas não deixa de ser uma óptima opção para a maioria das pessoas.
  • pfSense (http://www.pfsense.org/) - Esta distribuição contém imensas configurações e serviços de relatórios aos administradores de rede, pelo que alguns podem achar esta opção um pouco mais complicada.

Neste tipo de sistemas podem configurar a prioridade de cada tipo de serviço, restringir o máximo de largura de banda utilizada, abrir portos e muito mais.

Grande parte deste tipo de routers deve o seu sucesso também à possibilidade de entrar nas "entranhas" e obter uma shell de Linux de forma a ter acesso ilimitado à máquina, função que normalmente está bloqueada nos routers comerciais por razões de segurança.

Espero que tenham gostado e até para a semana.