segunda-feira, 11 de julho de 2011

DNS (Domain Name Service)

Todos nós tomamos por certeza o facto de utilizar endereços para aceder a todos os tipos de serviços na Internet (ex: http://desventuras.flfnet.com para aceder a este blog) mas na verdade o que importam são endereços IP (quatro grupos de algarismos que podem ir de 0 a 255 ex: 8.8.8.8). Este tipo de endereços são apenas "atalhos" para os IP's que realmente hospedam os serviços que acedemos diariamente. Por exemplo, se acedermos a esta ligação: http://209.85.229.147, nada mais é que o verdadeiro local onde se encontra hospedado o site http://www.google.com. Óbvio que é mais fácil decorar a segunda opção que a primeira. Para isto acontecer é necessário haver servidores que façam estas traduções por nós. Este tipo de serviço é altamente estruturado e seguro. Entrar nos demais detalhes deste serviço seria complicado para o utilizador comum e por isso ficamos por aqui. Apesar de haver ataques a este tipo de serviços, tais são menos utilizados pelo que não representam um perigo imediato. O intuito desta publicação é demonstrar que sem o DNS muito do que fazemos hoje seria muito menos intuitivo e daí, mais complicado.

1 comentário:

  1. Os "atalhos" tecnicamente chamam-se alias, que é também o que ajuda em serviços como no-ip.com ou dyndns.org.
    Abraços

    ResponderEliminar